Mulheres guineenses a caminho da política e da tomada de decisão

Mercado do peixe na Guiné-Bissau.

Mercado do peixe na Guiné-Bissau.

O Presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, promulgou esta segunda-feira, 3 de dezembro, a lei da paridade, que visa aumentar a participação das mulheres guineenses na política e nas esferas de tomada de decisão.

Segundo a nota informativa enviada à imprensa da Presidência da Guiné-Bissau, a lei obriga a uma representação mínima de 36% de mulheres na lista de cargos eletivos, valores apresentados num território no qual as mulheres representam 55% dos cerca de 1,7 milhões de habitantes.

"A presente lei aplica-se às listas apresentadas pelos partidos políticos às eleições legislativas e autárquicas e tem como finalidade a observação de uma maior igualdade de oportunidades na esfera de decisão, promovendo a paridade entre homem e mulher", refere uma nota informativa enviada à imprensa da Presidência da Guiné-Bissau.

Relacionadas

Exclusivos