Mulher diz não andar com negro a taxista e é presa por injúria racial

Mulher diz não andar com negro a taxista e é presa por injúria racial

PILAR OLIVARES / REUTERS

Caso aconteceu em Belo Horizonte na quinta (5); ela responde ainda por desacato contra PMs

Luiz Carlos Alves Fernandes, 51, é taxista há 16 anos. Na tarde de quinta-feira (5), ele estava no ponto, na avenida Álvares Cabral, em Belo Horizonte, quando viu uma mulher passar discutindo com um senhor de cerca de 70 anos, com dificuldade para caminhar, enquanto olhava para dentro dos carros parados.

Fernandes perguntou, então, se ela precisava de táxi. "Ela foi e respondeu para mim que estava precisando, mas disse "eu não ando com negro, não gosto de negro". Eu falei para ela: minha senhora, você não pode falar uma coisa dessas, não. Isso é crime. Ela foi e falou para mim de novo: eu sou racista, e daí?", conta ele.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG