Ministério vai rever proibição de pesca de sardinha em Fernando de Noronha

Taxa em arquipélago foi alvo de críticas recentes do presidente Jair Bolsonaro

Taxa em arquipélago foi alvo de críticas recentes do presidente Jair Bolsonaro

  |  Marcelo Loureiro/AE

Segundo Ricardo Salles, valor das taxas de acesso e preservação ambiental cobradas no arquipélago também serão revistas.

Além da taxa de preservação que foi criticada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), o Ministério do Meio Ambiente vai rever as proibições para a pesca de sardinhas e para a realização de voos noturnos em Fernando de Noronha. As medidas, que contrariam recomendações de órgãos ambientais, foram anunciadas pelo ministro Ricardo Salles nessa sexta-feira, 19, durante visita ao arquipélago.

"Nossa preocupação é dar melhores condições para o turismo brasileiro e para as pessoas da ilha, mantendo a riqueza ambiental", alegou Salles, que, menos de uma semana depois de Bolsonaro criticar o preço da taxa de preservação cobrada no Parque Marinho de Fernando de Noronha, passou dois dias vistoriando o parque.

Leia mais em Band.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG