Marcelo enaltece "papel insubstituível"

Marcelo Rebelo de Sousa assina o livro de honra da Santa Casa da Misericórdia

Marcelo Rebelo de Sousa assina o livro de honra da Santa Casa da Misericórdia

  |  Gonçalo Lobo Pinheiro

O Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu o "papel insubstituível" das Misericórdias, numa mensagem lida hoje durante a abertura do 12.º Congresso Internacional, em Macau.

"Como sabem, enquanto Presidente de todos os portugueses, tenho-me esforçado por estar perto das comunidades e dos seus problemas, porque é assim que entendo o meu mandato, mas essa proximidade permite-me igualmente avaliar o insubstituível papel do sector social em geral, e das misericórdias em particular na manutenção dos valores de justiça e igualdade sociais", afirmou.

Neste sentido, "reconhecendo esta missão e sublinhando a sua importância", Marcelo Rebelo de Sousa afirmou aguardar com "expectativa" as conclusões do encontro.
"Falar de misericórdias no mundo é também falar da maneira portuguesa de estar no mundo e do significado histórico de que se reveste. É falar de um espírito de convívio e de partilha de valores humanistas. É falar de integração e aproximação às comunidades. É falar de uma vontade de servir que se renova geração após geração". Para o Presidente português, cinco séculos de história oferecem uma perspectiva do trabalho das Misericórdias e uma "garantia" de que "o espírito fundador permanece".

Leia mais em TDM - Rádio Macau.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG