Mais duas altas hospitalares em dia de anúncio de medidas de apoio à população

Dois pacientes tiveram alta nas últimas 24h, anunciaram os Serviços de Saúde de Macau. Ao mesmo tempo, o Governo revela medidas de apoio às empresas e população para fazer face ao delicado momento.

Desde a última vez que falei convosco, os Serviços de Saúde de Macau revelaram que dois pacientes infetados com o COVID-19 receberam alta, o que faz com que atualmente sejam apenas sete os casos de infeção no território, todos estáveis. Há nove dias que não ocorre qualquer registo de caso de infeção, o que não deixa de ser uma boa notícia quando na China continental os números nas últimas horas aumentaram abruptamente, muito por culpa da alteração de critério nos métodos de diagnóstico feito em Hubei.

Uma vez que os testes de confirmação começam a escassear, os médicos decidiram incluir todos os casos diagnosticados clinicamente juntamente com o número de casos confirmados pelos testes, O que significa que, muito possivelmente, nem todos os casos deste bolo possam ser de pessoas infetadas.

As autoridades de Macau voltaram a apelar para que a população permaneça em casa, numa altura em que há cerca de 11 mil trabalhadores a passar as fronteiras de Macau diariamente, um valor que tem vindo a decrescer dia após dia.

Em plena terceira fase de distribuição de máscaras à população, o Governo garantiu um milhão de máscaras infantis, algo que nas rondas anteriores não tinha acontecido e a população já mostrava preocupação por esse facto.

O Governo anunciou hoje diversas medidas de caráter económico para ajudar as empresas e a população a ultrapassar este momento difícil. Os residentes ficarão isentos das taxas de água e eletricidade por três meses. Os que auferem rendimentos mais baixos serão isentos por nove meses. Todos os residentes de Macau terão vouchers de consumo eletrónico de até 3000 patacas emitidas pelo governo para serem usadas em restaurantes, supermercados e outro comércio local.

O Secretário da Economia anunciou ainda que agora 70% dos impostos profissionais serão devolvidos à população, em vez dos 60% habituais. Os impostos para as PME também serão reduzidos, com limite agora de até 300.000 patacas. Academias, caraoques, clubes noturnos, casas de massagem, bares e hotéis estarão isentos do pagamento da taxa de turismo. O Governo promete mais medidas para breve.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG