Listas da PGR confirmam que há mais material de guerra ainda desaparecido

Desfile militar na Base de Tancos

Desfile militar na Base de Tancos

  |  Henriques da Cunha / Global Imagens

Além das munições para pistolas, 30 cargas de explosivos, três granadas ofensivas, duas granadas de gás lacrimogéneo e um disparador e descompressão foram roubados dos paióis e não foram devolvidos

As listas do material de guerra furtado em Tancos e do material que foi recuperado pela Polícia Judiciária Militar (PJM) enviadas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) à Comissão de Defesa Nacional do Parlamento, confirmam que há granadas e explosivos que não foram devolvidos, apurou o DN junto a fontes envolvidas na investigação criminal.

Leia mais em Diário de Notícias

Exclusivos