Subida da luz vai aumentar inflação e descontentamento

A consultora Economist Intelligence Unit (EIU) considerou hoje que as novas tarifas da eletricidade que entram em vigor em Angola na segunda-feira vão fazer subir a inflação e gerar descontentamento, mas sem agitação social.

"O aumento do descontentamento público em resposta ao aumento dos preços é provável, mas não antecipamos grandes perturbações sociais; a inflação abrandou, mas esperamos que o aumento dos preços da eletricidade, o novo Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e os novos impostos vão contribuir para taxas mais altas nos próximos 12 meses", escrevem os analisas da unidade de análise económica da revista britânica The Economist.

Numa análise ao aumento dos preços da eletricidade, enviada aos clientes e a que a Lusa teve acesso, os analistas da Economist dizem que "o aumento médio será de 97% e o impacto da subida será certamente sentido" pelos consumidores.

A retirada dos subsídios era uma das medidas defendidas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), que tem acordado com Angola um programa de assistência financeira no valor de 3,7 mil milhões de dólares desde o final do ano passado, assim como outras medidas para corrigir os desequilíbrios macroeconómicos do país.

"Esta mudança surge num contexto em que o país se prepara para introduzir o IVA de 14%, que tem sido adiado várias vezes, e deverá continuar a ser adiado a curto prazo", diz a EIU, notando que "estes fatores deverão contribuir para um aumento da inflação, pelo menos a curto prazo" e alertando que "o aumento deverá ser sentido pelas empresas, o que vai prejudicar os esforços de estimulação do setor não petrolífero".

O Ministério das Finanças de Angola anunciou num comunicado, a 02 de julho, que a implementação do Novo Regime Tarifário da Energia Elétrica deveria vigorar desde o passado dia 24 de junho, mas, "por razões técnicas e operacionais das instituições responsáveis por assegurar este procedimento", a sua efetivação só acontece a partir de segunda-feira.

Relacionadas

Exclusivos