Santuário do kung fu Templo Shaolin adota rede 5G

O Templo Shaolin, relicário do kung fu da China, abriu o serviço 5G wi-fi para satisfazer a crescente procura de dados por parte dos visitantes.

O governo de Dengfeng, onde o mosteiro se localiza, revelou nesta quarta-feira que a rede rápida foi ligada no último sábado para cobrir as áreas turísticas do templo, incluindo sua "floresta de pagodes" e o teleférico, com a entrada em funcionamento de sete estações-base de 5G.

A nova rede, com uma velocidade máxima de download de 800M por segundo, tem como objetivo satisfazer as altas necessidades de transmissão de vídeo e imagens no templo budista, que recebe mais de 3 milhões de visitantes por ano.

Autoridades locais garantem que a ação faz parte do plano da cidade para impulsionar a economia e o turismo com o auxílio da rede 5G.

O templo de 1.500 anos é uma das primeiras instituições religiosas na China a entrar no mundo digital. O Shaolin construiu o seu primeiro site em 1996 e tem um grande número de seguidores nas redes sociais chinesas como Weibo e WeChat.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Exclusivos