Registros de estupro voltam a subir no Estado de São Paulo

O mau resultado foi puxada pela alta de 9,2% de casos de estupro de vulnerável, ocasião na qual a vítima não tem condições de reagir

Já indicadores como homicídio, latrocínio (o roubo seguido de morte) e diferentes modalidades de roubos caíram.

O total de casos registrados de estupro voltou a subir no Estado de São Paulo, segundo dados da Secretaria da Segurança Pública (SSP), divulgados nesta terça-feira, 25. Entre os crimes contra o patrimônio, o furto foi o único que também aumentou em maio, na comparação com o mesmo período de 2018. Já indicadores como homicídio, latrocínio (o roubo seguido de morte) e diferentes modalidades de roubos caíram.

Pelo terceira vez em cinco meses da gestão João Doria (PSDB), o número total de estupros aumentou em relação a 2018. Em maio, houve 1.078 casos que chegaram a delegacias de São Paulo - ou 4% a mais do que no ano anterior, quando 1.036 registros foram feitos. O mesmo comportamento de alta já havia sido notado nas estatísticas dos meses de janeiro e de abril.

Leia mais em Band.

Relacionadas

Exclusivos