Presença de negros avança pouco em cursos de ponta das universidades

Irapuã da Silva é advogado e assessor do juiz Luiz Fux no Supremo Tribunal. Negro e de família de baixa renda, foi cotista da Uerj em 2004

No Top 10 do RUF (Ranking Universitário Folha), percentual passou de 26% para 27% entre 2011 e 2016

A presença de negros no ensino superior tem tido alguns avanços recentes, mas nos melhores cursos do país o retrato racial é de uma desigualdade mais acentuada.

Dados do Censo da Educação Superior, do Ministério da Educação, tabulados pela Folha mostram que o movimento de inclusão de alunos negros nos últimos anos não alcançou a parcela de cursos mais bem avaliada e de melhor reputação.

Leia mais em Folha de S.Paulo

Relacionadas

Exclusivos