Harvard é processada por descendente de escravo norte-americano fotografado no século 19

Tamara Lanier processa Universidade de Harvard por foto do avô, um escravo africano chamado Renty

Imagem foi usada em estudo que tentava provar inferioridade negra.

A descendente de um escravo norte-americano entrou com um processo nesta quarta-feira (20) contra a Universidade de Harvard para obter a posse de fotos de seu tataravô que a escola encomendou em 1850 em nome de um professor que tentava provar a inferioridade de pessoas negras.

Leia mais em Folha de S.Paulo.

Relacionadas

Exclusivos