Governador vai criar base de dados de homens casados

O governador Paul Makonda

Paul Makonda, governador de Dar es Salaam, teve a ideia para proteger as mulheres casadas de traições mas também para informar as solteiras de possíveis embustes

O governador da maior cidade na Tanzânia, Dar es Salaam, anda nas bocas do mundo por causa do projeto de criar uma base de dados de homens casados. O objetivo de Paul Makonda é altruísta: o governador quer atacar a fundo o problema da infidelidade masculina, um verdadeiro flagelo na sociedade da Tanzânia.

Será uma forma de proteger as mulheres casadas mas tambèm as solteiras que andam à procura de marido. "Tenho recebido queixas de mulheres a quem foi prometido casamento por homens que não cumpriram a promessa. Também conheço mulheres que andam a pagar dívidas de homens que as abandonaram", afirmou Makonda, citado pela BBC, numa conferência de imprensa a justificar a sua proposta original.

"Vou criar uma base de dados de homens casados na sede do governo regional para que seja consultada por cada mulher a quem seja prometido casamento por forma a ver se o seu pretendente é já comprometido", afirmou o governador de Dar es Salaam.

Paul Makonda adiantou ainda que o Governo da Tanzânia está a recolher informação junto de outros países africanos em desenvolvimento para perceber como lidaram com este desafio. Segundo a CNN, uma proposta parecida à de Makonda foi apresentada no Quénia por um governador que quer expor os políticos que abandonam as suas mulheres e filhos depois de terem um caso.

O governador de Nairobi, Mike Sonko, colocou dois números de telefone na sua página de Facebook e pediu às mulheres casadas traídas para contactarem o seu gabinete e enviarem fotografias e outras provas que tenham dos casos dos maridos.

Relacionadas

Exclusivos