Está suspensa a criação de novos cursos superiores na área da saúde

Acabou-se a oferta de "gato por lebre" nos cursos superiores na área da Saúde. Doravante, criar cursos de medicina e áreas associadas passará por exaustivo pente fino da tutela, do Ministério da Saúde e das ordens profissionais do ramo

Está suspensa a criação de novos cursos de graduação em medicina nas Instituições de Ensino Superior em Angola por terem sido "detectadas fortes deficiências nos existentes". Em Despacho datado de 28 de Dezembro de 2018 e publicado em Diário da Republica de 8 de Janeiro de 2019, o Presidente da Republica refere que "foram detectadas fortes deficiências nos recursos educativos colocados à disposição dos cursos de graduação no domínio das Ciências de Saúde, particularmente de Medicina e Enfermagem, facto que afecta a qualidade dessas formações", daí a suspensão.

Segundo o Decreto que vimos citando, há uma urgente necessidade de "assegurar a correcção das deficiências detectadas, bem como proceder-se a uma melhor estruturação" dos planos de estudo dos cursos de graduação no domínio das Ciências da Saúde e consequente melhoria da qualidade da ministração dos mesmos. Doravante, para a criação de novos cursos de Enfermagem e de outras na área das Ciências da Saúde, o ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação deverá aprovar um instrumento regulamentar especifico que estabeleça os pressupostos para a criação e ministração dos mesmos com a colaboração do Ministério da Saúde e das ordens profissionais ligadas às Ciências da Saúde".

Leia mais em O País.

Relacionadas

Exclusivos