Doentes no estrangeiro custam 4 milhões de euros

Na sua deslocação ao Cuando Cubango, a ministra da Saúde visitou o centro Ortopédico onde se inteirou do seu funcionamento

O Governo angolano gasta anualmente mais de quatro milhões de euros para a evacuação e tratamento de doentes com diversas patologias no exterior do país, deu a conhecer, no município do Cuito, no Cuando Cubango, a ministra da Saúde.

Sílvia Paula Lutucuta, que falava sábado no final de uma visita de dois dias à província do Cuando Cubango, disse que a evacuação de doentes ao exterior do país tem um preço muito elevado para os cofres do Estado, além de criar constrangimentos ao Orçamento Geral de Estado (OGE).

Leia mais em Jornal de Angola.

Relacionadas

Exclusivos