Manifestantes contra cortes na educação são "idiotas úteis" e "massa de manobra"

Estudantes da Universidade de São Paulo preparam cartazes para a manifestação desta quarta-feira contra os cortes no ensino superior do Governo de Jair Bolsonaro.

Nos EUA, presidente afirma que alunos são militantes usados como instrumento político de "espertalhões".

Ao chegar aos Estados Unidos nesta quarta-feira (15) Jair Bolsonaro afirmou que as manifestações que estão ocorrendo no país em defesa de recursos para a educação são feitas por "idiotas úteis", classificados pelo presidente como "militantes" e "massa de manobra".

Indagado sobre os protestos que acontecem nas capitais e grandes cidades do Brasil, o presidente disse que os alunos que estão nas ruas "não sabem nem a fórmula da água" e servem de instrumento político para "uma minoria espertalhona que compõe o núcleo das universidades federais".

Leia mais em Folha de S. Paulo

Relacionadas

Exclusivos