Ativista sueca começa travessia do Atlântico para salvar o planeta

Greta Thunberg, de 16 anos, vai atravessar o Oceano Atlântico num barco para evitar as emissões poluentes do avião.

A acompanhar Greta nesta viagem - que está prevista durar duas semanas - estão o pai, Pierre Casiraghi, filho da princesa Carolina do Mónaco, e um cineasta alemão que vai registar todo o percurso.

Greta Thunberg irá discursar dia 23 de setembro nas Nações Unidas e já disse que não tenciona ser recebida por Donald Trump.

"Nos Estados Unidos, muitas pessoas não entendem e não aceitam a ciência", declarou Greta Thunberg à AFP antes do início da viagem. "Farei o que sempre faço: ignorá-las e falar apenas o que diz a ciência", afirmou a adolescente que deu origem a um movimento mundial de greves escolares a favor do clima.

A viagem começou hoje ao início da tarde em Plymouth, Inglaterra, é feita num barco que não emite gás carbónico. O Malizia II, tem 18 metros de comprimento capitaneado por Pierre Casiraghi e pelo marinheiro alemão Boris Herrmann, está equipado com painéis solares e turbinas submarinas, que permitem gerar a eletricidade que alimenta os instrumentos de navegação, o piloto automático, os equipamentos de dessalinização e um laboratório para medir o nível de CO2 das águas. O único equipamento que consome energia fóssil a bordo é um pequeno fogão a gás para aquecer a água e assim reidratar os pacotes de comida vegana liofilizada que alimentarão os participantes da viagem.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Relacionadas

Exclusivos