Estudo encontra partículas ultrafinas à volta do aeroporto de Lisboa

Partículas ainda pouco estudadas afetam a saúde da população

Partículas ainda pouco estudadas afetam a saúde da população

Pela primeira vez em Portugal foram estudadas as chamadas partículas ultrafinas.

Um estudo inédito em Portugal avaliou as concentrações de partículas ultrafinas nas imediações do Aeroporto de Lisboa e nas zonas da cidade sobrevoadas pelos aviões, detetando níveis considerados, pelos investigadores, como preocupantes.

O trabalho agora publicado na revista científica da especialidade Atmospheric Pollution Research revela que as concentrações de partículas ultrafinas são 18 a 26 vezes mais elevadas em áreas influenciadas pelos movimentos aéreos em Lisboa.

Leia mais em TSF.

Relacionadas

Exclusivos