Estudantes desmaiam de fome em escolas primárias da Venezuela

Professores carregam estudante que desmaiou de fome em escola em Boca de Uchire, na Venezuela

Professores carregam estudante que desmaiou de fome em escola em Boca de Uchire, na Venezuela

  |  Adriana Loureiro Fernandez/NYT

Êxodo maciço de venezuelanos esgota fileiras de alunos e professores.

Centenas de crianças foram ao pátio da escola em filas para ouvir um bispo católico liderar orações por sua educação. "Rezamos pelas crianças que estão nas ruas e não conseguem vir à escola", disse o bispo Jorge Quintero, falando no liceu Augusto D"Aubeterre, na cidade litorânea de Boca de Uchire, numa manhã quente de outubro. "Elas são muitas."

Ao final da cerimônia de 15 minutos de duração, cinco crianças haviam desmaiado e duas tinham sido levadas embora de ambulância. Os desmaios nessa escola primária se tornaram comuns, isso porque muitos alunos chegam à sala de aula sem terem tomado o café da manhã ou mesmo jantado na noite anterior. Em outras escolas as crianças perguntam se há comida antes de decidir se vão às aulas ou não.

Leia toda a reportagem em Folha de S. Paulo

Relacionadas

Exclusivos