Ébola ameaça megacidades, as necessidades de reserva de vacinas devem crescer

Ébola ameaça megacidades, as necessidades de reserva de vacinas devem crescer

Há dúvidas de que a reserva mundial de emergência de 300 mil doses de vacinas para o vírus Ébola seja suficiente para controlar futuras epidemias, à medida que a doença se desloca das áreas de florestas rurais para as megacidades urbanas

Especialistas em resposta a surtos na Organização Mundial da Saúde (OMS) e na aliança de vacinas GAVI já estão a conversar com a principal fabricante de vacinas contra o Ébola, a Merck, para reavaliar o quanto as reservas globais devem ser maiores. "Estamos activamente engajados com a Organização Mundial da Saúde e com grupos como a GAVI, o governo dos EUA e outros para tentar entender o que será uma reserva de tamanho apropriado no futuro", disse a pesquisadora clínica de vacinas da Merck, Beth Ann Coller, numa entrevista por telefone.

Leia mais em O País

Relacionadas

Exclusivos