Premium Dezoito anos depois, o 11 de Setembro continua a fazer vítimas

A exposição a poeiras e materiais tóxicos causou milhares de cancros aos sobreviventes e socorristas do 11 de Setembro

Além das mais de 2600 pessoas mortas e 6000 feridas, os nova-iorquinos continuam a ser afetados pelo colapso das Torres Gémeas do World Trade Center.

Neste ano, as homenagens às vítimas dos ataques terroristas do 11 de Setembro de 2001 terão mais um local além do Memorial do Pentágono (Washington), cemitério de Arlington (Virgínia), Memorial do Voo 93 (Pensilvânia) e Museu e Memorial do 11 de Setembro (Nova Iorque), onde antes se erguiam as Torres Gémeas do World Trade Center. Em homenagem a todos aqueles que "ficaram feridos, doentes, a morrer", bem como para as suas famílias e amigos, nasceu em maio a Memorial Glade (Clareira do Memorial).

Os arquitetos que desenharam o Museu e Memorial, Michael Arad e Peter Walker, conceberam esta extensão, um percurso ladeado por seis monólitos e com aço reutilizado dos destroços.

Leia mais em Diário de Notícias.

Relacionadas

Exclusivos