Combate ao VIH/SIDA carece de mais de USD 30 milhões por ano

Combate ao VIH/SIDA carece de mais de USD 30 milhões por ano

D.R.

A resposta comunitária ao VIH/SIDA em Angola é garantida pelas organizações da sociedade civil que, actualmente, enfrentam sérias dificuldades devido à escassez de recursos financeiros.

O nosso país precisa de um total de 38 milhões de dólares/ano para fazer face aos programas de prevenção, tratamento e combate ao VIH/SIDA, revelou a este jornal o secretário-executivo da Associação Angolana de Serviços de Sida ( ANASO), António Coelho. Segundo o líder associativo, a resposta comunitária ao VIH/SIDA é garantida pelas organizações da sociedade civil com muitas dificuldades devido à escassez de recursos financeiros.

Esta situação tem feito com que haja redução nas campanhas comunitárias de combate, o que pode fazer com que o número de infecções aumente. De acordo com António Coelho, o sector privado em Angola não financia projectos ligados à doença, apesar de terem noção da sua responsabilidade social. "Os doadores internacionais estão a abandonar o país devido ao facto de Angola ser classificada como país de nível médio e o Governo ter fundos limitados, o que faz com que a resposta nacional sobre o VIH e SIDA dependa da contribuição destes órgãos internacionais.

Leia mais em O País

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG