Chissano pede aos países ricos que sejam responsáveis e continuem a ajudar o país

Chissano pede aos países ricos que sejam responsáveis e continuem a ajudar o país

Reuters

Três semanas após a passagem do ciclone Idai, Joaquim Chissano alerta que a ajuda não pode ficar por aqui porque o número de mortos ainda deverá aumentar.

O ex-presidente Joaquim Chissano apelou este domingo para que a ajuda a Moçambique continue três semanas depois da passagem do ciclone Idai e pediu solidariedade aos países mais ricos e que mais contribuem para as alterações climáticas.

Ler mais em TSF.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG