China regista mais 29 mortos e 433 novos casos

Membro de uma equipe médica que parte para Wuhan, província de Hubei, se despede de sua família na Universidade

Membro de uma equipe médica que parte para Wuhan, província de Hubei, se despede de sua família na Universidade Médica de Xinjiang, em Urumqi , na região autônoma do grupo étnico Xinjiang Uygur, no noroeste da China. Ele faz parte de uma equipe de 142 médicos de Xinjiang partiu para Wuhan na terça-feira para ajudar nos esforços de controle do novo coronavírus

  |  Wang Fei/Xinhua

A China anunciou hoje mais 29 mortos devido a infeção pelo coronavírus Covid-19, uma queda face ao dia anterior, ao mesmo tempo que apareceram 433 novos casos, informaram as autoridades de saúde do país.

O número de novos pacientes na China continental, que exclui Macau e Hong Kong, registou assim um aumento de 7%, em comparação com o dia anterior, enquanto o número de mortes caiu 44%.

Segundo os dados atualizados pela Comissão Nacional de Saúde da China, até à meia-noite de hoje (16:00 de quarta-feira em Lisboa), o país somava um total de 2.744 mortos e 78.497 casos confirmados.

Entre os casos confirmados, 43.258 continuam ativos, entre os quais 8.346 estão em estado grave. Mais de 32.400 pessoas já receberam alta após superarem a doença, um aumento de 9%, face a terça-feira.

A mesma fonte acrescentou que, até ao momento, 652.000 pessoas foram colocadas sob observação, após terem tido contacto próximo com os infetados, entre os quais 71.500 ainda estão a ser acompanhados.

O número de pessoas suspeitas de estarem infetadas pelo novo coronavírus fixou-se em 2.358, detalhou a mesma fonte.

Na província de Hubei, o epicentro da epidemia, que acumula 84% dos casos e 96% das mortes, o número de novos casos fixou-se hoje em 409, ao mesmo tempo que morreram 26 pessoas, a maioria em Wuhan, capital da província.

Entre os 39.755 casos atualmente ativos em Hubei, 7.984 encontram-se em estado grave.

Os números oficiais revelaram que, no resto da China, houve 24 novos casos e três mortes, nas províncias de Heilongjiang e Henan e na cidade de Pequim.

A China soma 95% dos casos de infeção pelo novo coronavírus a nível mundial.

A nível global, o balanço provisório da epidemia do coronavírus Covid-19 é de 2.800 mortos e mais de 82 mil pessoas infetadas, de acordo com dados de 48 países e territórios.

Das pessoas infetadas, mais de 33 mil recuperaram.

Além de 2.744 mortos na China, onde o surto começou no final do ano passado, há registo de vítimas mortais no Irão, Coreia do Sul, Itália, Japão, Filipinas, França, Hong Kong e Taiwan.

A Organização Mundial de Saúde declarou o surto do Covid-19 como uma emergência de saúde pública de âmbito internacional e alertou para uma eventual pandemia, após um aumento repentino de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão nos últimos dias.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) registou 25 casos suspeitos de infeção, sete dos quais ainda estavam em estudo na quarta-feira à noite.

Os restantes 18 casos suspeitos não se confirmaram, após testes negativos.

No seu primeiro boletim diário sobre a epidemia, divulgado na quarta-feira, a DGS indicou que "de acordo com a informação atual, o risco para a saúde pública em Portugal é considerado moderado a elevado".

O único caso conhecido de um português infetado pelo novo vírus é o de um tripulante de um navio de cruzeiros que foi internado num hospital da cidade japonesa de Okazaki, situada a cerca de 300 quilómetros a sudoeste de Tóquio.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG