Carnaval em SP termina com menos política, mais feminismo e arrastões

Carnaval em SP termina com menos política, mais feminismo e arrastões

Folhapress

Festa, que se espalhou pelas 32 subprefeituras, teve ao menos 1.324 pessoas detidas.

O maior Carnaval da história de São Paulo em número de cortejos de rua foi marcado por diversidade de blocos e de público, abrandamento das manifestações políticas em relação a anos anteriores, mais engajamento contra o abuso sexual, relatos de roubo e insegurança e muito neon e meia arrastão.

Leia mais em Folha de S.Paulo.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG