Cardeal condenado a seis meses de prisão por ocultar abusos de menores

O cardeal francês Philippe Barbarin à entrada do tribunal

O cardeal francês Philippe Barbarin à entrada do tribunal

  |  EPA/GUIDO MONTANI

Após sentença, Philippe Barbarin disse que vai pedir demissão ao papa Francisco.

O cardeal Philippe Barbarin, uma das mais altas figuras da Igreja Católica na França, foi condenado nesta quinta-feira (7) por um tribunal de Lyon a seis meses de prisão. Pouco depois do anúncio da sentença, afirmou que vai apresentar seu pedido de demissão ao papa Francisco em "alguns dias".

Barbarin, 68, foi declarado culpado por não ter denunciado, entre julho de 2014 e 2015, abusos sexuais cometidos nas décadas de 1980 e 1990 pelo padre Bernard Preynat, de sua diocese.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG