A história de uma mulher-polícia em missão no Sudão do Sul

FILE PHOTO: A former child soldier holds a gun as they participate in a child soldiers' release ceremony

FILE PHOTO: A former child soldier holds a gun as they participate in a child soldiers' release ceremony, outside Yambio, South Sudan, August 7, 2018. REUTERS/Andreea Campeanu/File Photo

  |  REUTERS

Madalena Rodrigues está há seis meses num campo de deslocados, na cidade de Juba. Sem eletricidade nem saneamento básico, eis o dia-a-dia de um agente português em missão no Sudão do Sul.

O mais jovem país do mundo, que se tornou independente em 2011, vive há mais de cinco anos num conflito interno. A guerra atirou grande parte da população do Sudão do Sul para a fome e obrigou 4 milhões de sudaneses a deixar as casas onde viviam. Mais de 2 milhões estão refugiados em países vizinhos.

No início de junho, um contingente de oito polícias portugueses juntou-se à missão de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Sudão do Sul.

Leia mais em TSF

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG