Angola está a reabilitar Centro de Saúde da cidade de Dondo

epa07448986 The village of Dondo is submerged by flood waters after cyclone Idai made landfall in Sofala

epa07448986 The village of Dondo is submerged by flood waters after cyclone Idai made landfall in Sofala Province, Central Mozambique, 19 March 2019. The Category 4 Cyclone Idai made land fall wreaking havoc and knocking out power across the province and impacting every resident in Central Mozambique and eastern Zimbabwe. Mozambique President Filipe Nyusi has called it 'a humanitarian disaster of great proportion' and said more than 1,000 people may have been killed. EPA/EMIDIO JOZINE

  |  PA/EMIDIO JOZINE

A missão angolana de ajuda humanitária a Moçambique está a reabilitar o Centro de Saúde do Dondo, a segunda maior cidade da província moçambicana de Sofala

O diretor do Centro de Saúde de Dondo, Azarias Manhenje, referiu à agência Lusa, em contacto telefónico, que a intervenção da missão humanitária de Angola "é profunda" e está a decorrer desde o final da semana passada "na cobertura" do edifício.

"Com o ciclone, muitas chapas voaram e parte do Centro de Saúde ficou sem cobertura", disse, salientando que a reabilitação, que se prevê possa estar concluída dentro de cerca de uma semana, incide no "banco de socorro, na maternidade e no laboratório".

Azarias Manhenje referiu que a ajuda angolana - com uma missão constituída por 100 elementos, entre militares e civis - estende-se também "ao apetrechamento" daquelas unidades, nas áreas mais afetadas pelo ciclone, com o fornecimento de "camas colchões e equipamentos médicos".

Apesar do apoio, estabelecido também com parcerias, o responsável do Centro de Saúde do Dondo, cidade com cerca de 100.000 habitantes a pouco mais de 30 quilómetros da Beira, notou que subsistem "dificuldades na medicina e consulta externa".

A missão angolana de ajuda humanitária a Moçambique "ainda não tem parceiros", mas prevê-se que o apoio se estenda a outras infraestruturas de saúde do Dondo.

Angola determinou que a missão angolana atuasse estrategicamente no distrito do Dondo, não só com a recuperação de infraestruturas, também com assistência médico-medicamentosa.

Na Beira, capital da província de Sofala, a missão angolana montou um centro de tratamento para os doentes com cólera.

O ciclone Idai atingiu a região centro de Moçambique, o Maláui e o Zimbabué em 14 de março.

Segundo o último balanço das autoridades moçambicanas, o ciclone fez 602 mortos e 1.641 feridos, tendo afetado mais de 1,5 milhões de pessoas no centro de Moçambique.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG