Turquia compartilha com CIA informações sobre assassinato de jornalista saudita

O jornalista saudita Jamal Khashoggi

O jornalista saudita Jamal Khashoggi

  |  AFP/Arquivos

A Turquia compartilhou com a diretora da CIA as informações obtidas no âmbito da investigação do assassinato de Jamal Khashoggi

De acordo com o jornal turco Sabah, ligado ao governo e um dos principais a revelar os "vazamentos" sobre a investigação desde o início do caso, o Serviço de Inteligência Turcos (MIT) "informou Gina Haspel sobre as provas vinculadas" ao assassinato do jornalista. Gina Haspel, que comanda a CIA desde abril, chegou em Istambul na terça-feira.

O jornal afirma que o MIT exibiu à diretora da CIA alguns vídeos e disponibilizou gravações de áudio. Também compartilhou "os elementos obtidos durante a operação de busca no consulado geral e na residência do cônsul da Arábia Saudita em Istambul".

Jamal Khashoggi, 59 anos, colunista respeitado e colaborar do jornal Washington Post, foi assassinado em 2 de outubro no consulado geral de seu país em Istambul.

Leia mais em ISTOÉ

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG