Speaker do Parlamento rejeita voto sobre acordo do Brexit de Boris

Speaker do Parlamento, John Bercow, considerou que a moção que o governo de Boris Johnson tencionava apresentar hoje a votação é substancialmente a mesma que apresentou no sábado passado

O speaker da Câmara dos Comuns, John Bercow, anunciou que decidiu não permitir esta segunda-feira um voto significativo sobre o acordo do Brexit, como queria o governo conservador, liderado por Boris Johnson. O responsável considerou que a moção que o governo tencionava apresentar hoje é, substancialmente, a mesma que apresentou no sábado. E que as circunstâncias não mudaram muito ao longo das últimas 48 horas (apesar das várias cartas enviadas para Bruxelas em nome do Reino Unido).

"A minha decisão é que a moção não será debatida hoje, pois isso seria repetitivo e disruptivo", declarou Bercow, dizendo que o governo pode considerar legítimo voltar a apresentá-la em segunda leitura e que os deputados precisam de mais tempo para analisar o que está em causa. O speaker, que deixa o cargo no dia 31, haja ou não Brexit, com ou sem acordo, indicou que o ministro dos Assuntos Parlamentares, Jacob Rees-Mogg, iria dizer mais tarde como tudo se processará.

E disse. Esta terça-feira, o governo vai apresentar diretamente um projeto de lei sobre o Brexit, que deverá ser debatida em segunda leitura e passar à fase das comissões no mesmo dia. A discussão continuará na quarta-feira e os procedimentos deverão ficar concluídos na quinta-feira. Pelo meio poderão surgir várias emendas. Segundo Rees-Mogg, o governo tentará fazer aprovar a legislação do Brexit no espaço de três dias durante esta semana.

Leia mais em Diário de Notícias

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG