PR pede mais trabalho e progresso

PR pede mais trabalho e progresso

Durante a sua estada na China, o Presidente guineenses visitou a província de Hunan, onde está o "pai" do arroz híbrido, e a cidade de Chongqing, geminada com Bissau, e, disse, "viu o grande desenvolvimento".

O Presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, pediu hoje aos guineenses para trabalharem mais pelo país, afirmando que está na altura de "arregaçar as mangas" e que o apoio da comunidade internacional deve ser um "complemento".

"Nós de facto estamos a trabalhar muito pouco pelo nosso país. Não estamos a fazer rigorosamente nada pelo nosso país. Em vez de nos dedicarmos ao trabalho, unidos para o progresso do nosso país, estamos na luta permanente de quem ganha, quem vence e por isso estamos na situação em que estamos hoje", afirmou José Mário Vaz.

O chefe de Estado guineense falava aos jornalistas no aeroporto de Bissau, depois de ter participado em Pequim na terceira cimeira do Fórum de Cooperação China-África.

"Nós temos de acreditar em nós próprios o que vem de fora tem de ser o complemento. Nós não podemos ser o complemento daquilo que vem de fora, é o contrário. É altura de arregaçarmos as mangas e começarmos a trabalhar", salientou.

Durante a sua estada na China, o Presidente guineenses visitou a província de Hunan, onde está o "pai" do arroz híbrido, e a cidade de Chongqing, geminada com Bissau, e, disse, "viu o grande desenvolvimento".

"Um grande trabalho, um progresso notável", afirmou, salientando que o pai do arroz disponibilizou a sua equipa para ajudar a Guiné-Bissau a garantir segurança alimentar.

Exclusivos