"Portugal vai acabar por mudar de opinião sobre Bolsonaro"

Ricardo Salles, o novo Ministro do Meio Ambiente do Brasil, fala em exclusivo à TSF sobre o novo governo de Jair Bolsonaro, sobre os desafios que o país tem pela frente e sobre Portugal.

Tem 43 anos, é advogado e foi o homem escolhido por Bolsonaro para uma das pastas que mais gerou controvérsia durante a recente campanha eleitoral no Brasil. Como é que um dos maiores produtores mundiais de alimentos pode transformar-se numa potência ambiental do planeta? E como pode proteger a sua soberania nacional - tema caro a Bolsonaro - e, ao mesmo tempo, respeitar os tratados internacionais, como o acordo de Paris sobre as alterações climáticas? Conhecido pelas polémicas que acumulou ao longo da última década, sempre na defesa de princípios conservadores, o o novo Ministro do Meio Ambiente foi atacado por várias organizações, como o Greenpeace, logo após ter sido anunciado.

Salles conversou, em exclusivo, com o colunista da TSF Rodrigo Tavares, no seu apartamento no bairro nobre dos Jardins, em São Paulo. Falou saudosamente sobre a "experiência maravilhosa" que teve em Portugal em 2001 e 2002, onde trabalhou como advogado e estudou nas Universidades de Coimbra e de Lisboa. Deixou recados ao governo português, aos portugueses e aos ambientalistas. Uma conversa sobre meio ambiente que serve também para tomar o pulso ao novo governo de Bolsonaro.

Leia mais em TSF

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Relacionadas

Exclusivos