Polícia Federal indicia Bivar e três candidatas laranjas do PSL em Pernambuco

Luciano Bívar, líder do PSL

Luciano Bívar, líder do PSL

  |  Folha de S. Paulo

Eles são suspeitos de integrar esquema que desviou dinheiro público de campanha do partido que elegeu Bolsonaro

A Polícia Federal indiciou nesta sexta-feira (29) o deputado federal Luciano Bivar (PSL-PE) e três mulheres de Pernambuco por suposta participação em esquema de candidaturas de laranjas para desviar verba pública do partido. Os quatro foram indiciados sob suspeita dos crimes de falsidade ideológica eleitoral, apropriação indébita de recurso eleitoral e associação criminosa -com penas de 5, 6 e 3 anos de prisão, respectivamente.

A investigação sobre as candidaturas de laranjas da legenda teve início depois de a Folha revelar a existência do esquema em Pernambuco, em uma série de reportagens publicadas desde fevereiro. O jornal também mostrou que a mesma articulação ocorreu em Minas Gerais. A PF apurou se o partido cometeu irregularidades na campanha de 2018 ao apresentar candidaturas de mulheres apenas para cumprir a cota mínima obrigatória de 30%.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG