Pedro Sánchez investido primeiro-ministro espanhol

Pedro Sánchez

Pedro Sánchez

  |  Mariscal/EPA

Na segunda votação da sessão de investidura, Pedro Sánchez precisava apenas de uma maioria simples no Congresso dos Deputados. O líder do PSOE conseguiu uma vantagem tangente de 167 votos a favor, 165 contra e 18 abstenções.

A abstenção dos independentistas da ERC foi essencial para que o Executivo de coligação entre o PSOE e o Unidas Podemos pudesse ser investido, colocando assim um ponto final a um extenso período em que Espanha foi governada por um Executivo de gestão.

Leia mais em Jornal de Notícias

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG