Número de mortes próximo da centena em protestos no Iraque

Número de mortes próximo da centena em protestos no Iraque

REUTERS / Alaa al-Marjani

O número de mortes nos protestos violentos que duram há quase uma semana em Bagdade e em outras províncias do Iraque subiu para 99. Os feridos aproximam-se dos quatro mil. A informação foi avançada por Ali al-Bayati, membro da Comissão Independente para os Direitos Humanos do Iraque (IHCHR, em inglês).

A IHCHR é uma comissão independente ligada ao parlamento do Iraque. Foi estabelecida pelas agências das Nações Unidas em cooperação com o Governo iraquiano para promover e proteger os direitos dos cidadãos em conformidade com os padrões internacionais.

Desde o início da semana que milhares iraquianos têm participado em protestos um pouco por todo o país, reclamando "uma vida melhor" para milhões de pessoas, passados dois anos sobre a derrota dos extremistas do Estado Islâmico.

Os manifestantes exigem melhores condições de vida, oportunidades de emprego e serviços básicos num Estado rico em petróleo, culpando o Governo e a corrupção pela degradação da situação no país.

Na passada sexta-feira, o primeiro-ministro iraquiano, Adel Abdul Mahdi, apelou aos manifestantes para se acalmarem, assegurando que as exigências por reformas e pelo combate à corrupção "já chegaram ao Governo".

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG