Novo governador procura atiradores para "abater" bandidos armados

O ex-juiz Wilson Witzel (PSC)

O ex-juiz Wilson Witzel (PSC)

  |  Ricardo Borges/Folhapress

Wilson Witzel, em entrevista à Globonews, disse ainda que quer manter tropas do Exército no Rio por mais 10 meses

Governador eleito pelo Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), já pediu às tropas de elite das polícias - Batalhão de Operação Especiais da Polícia Militar e à Core (Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil) um levantamento com o número de atiradores especializados ao serviço do Estado. O objetivo, segundo disse Wilson Witzel, é colocar os atiradores a trabalhar no "abate" aos criminosos que, a partir de 1 de janeiro, andem armados com fuzis (armas de fogo portáteis, de cano longo) no Rio de Janeiro.

O novo governador do Rio afirmou ainda que incentivará os policias a atirarem caso vejam suspeitos armados.

"A lei foi feita para ser interpretada e, por isso, o estado vai defender juridicamente os policiais que matarem traficantes com fuzis. Mas, se a Justiça entender que eles devem ser expulsos, eles serão", adiantou Wilson Witzel.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG