Nova Constituição de Cuba é aprovada em referendo

A filha do ex-presidente cubano Raúl Castro, Mariela Castro (centro), participou em maio de 2018 numa

A filha do ex-presidente cubano Raúl Castro, Mariela Castro (centro), participou em maio de 2018 numa parada gay em Havana. A Nova Constituição proíbe a discriminação de pessoas LGBT.

O governo cubano anunciou nesta segunda-feira (25) que o projeto para mudar a Constituição do país foi aprovado no referendo realizado no domingo (24).

Segundo dados revelados pela Comissão Eleitoral, 6.816.169 (86,6%) eleitores votaram a favor da nova Constituição, enquanto que 706.400 (9%) foram contra e 4,1% optaram por brancos e nulos. A votação era a última etapa para a legislação entrar em vigor, já que o texto final havia sido aprovado pelo Parlamento cubano em dezembro passado.

Entre outras coisas, a nova Constituição reconhece a propriedade privada, o enriquecimento individual, a liberdade de imprensa e o Estado laico. Atualmente, a ilha contabiliza mais de 500 mil trabalhadores no setor privado e de serviços.

Leia mais em ISTOÉ

Relacionadas

Exclusivos