Ministro do Meio Ambiente defende permanência do Brasil no Acordo de Paris

Ricardo Salles, incoming minister of the environment, is seen at the ceremony of delivering the certificate

Ricardo Salles, incoming minister of the environment, is seen at the ceremony of delivering the certificate acknowledging the victory of the presidential election to Jair Bolsonaro (not pictured) in Brasilia, Brazil December 10, 2018. Picture taken December 10, 2018. REUTERS/Adriano Machado

Ricardo Salles defendeu que o Brasil permaneça no Acordo de Paris, que fixa metas para redução de gases causadores do efeito estufa. Bolsonaro ameaçou sair

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, defendeu que o Brasil permaneça no Acordo de Paris e disse acreditar que o País vai continuar como signatário do documento, que estabelece metas para redução da emissão de gases causadores do efeito estufa. O presidente Jair Bolsonaro (PSL) ameaçou deixar o acordo se não houvesse mudanças.

"Não precisamos sair do acordo do clima, é preciso ter muito cuidado e saber identificar oportunidades de avanços em parcerias e recursos que decorram dessa agenda e, por outro lado, identificar riscos que nós temos que evitar de ingerência internacional sobre o território, a produção agropecuária e o patrimônio genético", declarou o ministro em entrevista concedida à Rádio Eldorado nesta sexta-feira, 11.

"O acordo do clima não é totalmente ruim nem bom. É um guarda-chuva sob o qual podemos fazer coisas boas e evitar coisas ruins, e é nessa linha que eu acho que devemos caminhar."

Leia mais em ISTOÉ

Relacionadas

Exclusivos