Ministro angolano defende transparência na relação entre África e China

 Joffre Van-Dúnem Júnior, ministro angolano do Comércio

Joffre Van-Dúnem Júnior, ministro angolano do Comércio

  |  DR

O ministro angolano do Comércio defendeu, esta segunda-feira, 11 de novembro, na cidade chinesa de Jinhua, um relacionamento sincero, transparente e respeitoso na cooperação entre a China e África.

"O relacionamento sincero, transparente e respeitoso deve ser a base de uma cooperação mutuamente vantajosa, que permita a China manter o seu crescimento económico e a África quebrar os índices de pobreza e desigualdade", disse o ministro angolano do Comércio, Joffre Van-Dúnem Júnior, durante a abertura da "Semana de Intercâmbio Cultural e Cooperação Económica e Comercial e do Fórum das Relações Económicas e Comerciais China-África", esta segunda-feira, 11 de novembro, em Jinhua.

Durante a cerimónia, o responsável governamental destacou algumas reformas em curso em Angola que visam melhorar o ambiente de negócios no país, como a nova lei de investimento privado, a introdução do IVA e o programa de privatizações.

"Pretendemos deixar claro aos investidores, de uma maneira geral, e aos investidores chineses, em especial, que estão lançadas as bases no que diz respeito à transparência, livre concorrência e proteção jurídica, para realizar investimentos seguros em Angola", destacou Joffre Van-Dúnem Júnior perante uma plateia de mais de 500 pessoas, formada por empresários, políticos, académicos e estudantes universitários.

Relacionadas

Exclusivos