Maduro desiste de ir à Assembleia-Geral das Nações Unidas

Há espaço para todos nós dentro da Venezuela, disse Nicolás Maduro

Há espaço para todos nós dentro da Venezuela, disse Nicolás Maduro

  |  Miraflores Palace/Reuters

Em seu lugar, o governo venezuelano enviará a vice-presidente, Delcy Rodríguez, e o chanceler Jorge Arreaza.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou na sexta-feira, 13, que desistiu de discursar na abertura da Assembleia-Geral da ONU, no fim do mês, em Nova York. A decisão ocorre em meio a uma crise crônica do chavismo e de rumores de que ele estaria desconfiado de uma possível tentativa de golpe de aliados. "Este ano não vou", disse Maduro. "Ficarei aqui trabalhando com vocês, mais seguro e mais tranquilo."

Em seu lugar, o governo enviará a vice-presidente, Delcy Rodríguez, e o chanceler, Jorge Arreaza. Os dois prometeram levar ao secretário-geral da ONU, António Guterres, um abaixo-assinado com 12 milhões de assinaturas contra as sanções impostas pelos Estados Unidos à Venezuela. Segundo Maduro, o texto mostrará ao mundo "a verdade do que acontece" no país.

Leia mais em Band

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG