Lula recomenda calma ao PT e pede apoio a Haddad

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fala aos militantes e apoiadores em frente ao sindicato em

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fala aos militantes e apoiadores em frente ao sindicato em São Bernardo antes de se entregar para cumprir pena em Curitiba

  |   Marcelo Justo/UOL

De Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recomendou, nesta segunda-feira (29), que o PT espere baixar a poeira antes de definir sua estratégia política ante o governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Além de dizer que o partido não precisa ter pressa na análise do cenário eleitoral, Lula disse que, apesar da derrota, o desempenho do ex-prefeito Fernando Haddad o credencia como líder de oposição ao futuro governo. E pediu que o partido o apoie nessa tarefa.

O tesoureiro do PT, Emídio de Souza, foi o porta-voz desse recado de Lula ao partido. Após visitar o ex-presidente na carceragem da PF em Curitiba, Emídio se reuniu com integrantes da corrente CNB (Construindo um Novo Brasil), em São Paulo, e fez um relato aos presentes.

Leia mais em Folha de S. Paulo

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG