Justiça abre processo contra ministro das Finanças de Bolsonaro

Paulo Guedes

Paulo Guedes

Paulo Guedes é suspeito de gestão fraudulenta com fundos de pensões. O MP abriu agora oficialmente um inquérito e em breve o guru de Bolsonaro irá depor

A Procuradoria da República no Distrito Federal abriu oficialmente investigação contra o economista Paulo Guedes, guru do candidato a Presidente Jair Bolsonaro, no âmbito da Operação Greenfield, noticiou a revista Veja. Guedes é apontado como o futuro ministro das Finanças de Bolsonaro.

O Ministério Público Federal do Distrito Federal (MPF-DF) investiga Guedes por crimes de gestão fraudulenta de investimentos de recursos de fundos de pensões. A equipa responsável pela operação já havia, no início do mês, declarado aberta uma investigação preliminar contra Guedes. Durante a investigação preliminar, um outro caso de possível fraude foi descoberto. Segundo a Veja, o economista deve ser chamado para depor em breve.

A Greenfield investigou, primeiramente, pagamentos de "luvas" em fundos de pensões. Ao longo de seis anos, o economista captou ao menos mil milhões de reais de fundos como Previ (Banco do Brasil), Petros (Petrobras), Funcef (Caixa), Postalis (Correios), além do BNDESPar, braço de investimentos do BNDES.

Segundo a revista Veja, os negócios foram feitos pela empresa BR Educacional Gestora de Ativos, que pertence a Paulo Guedes. A empresa lançou dois fundos de investimentos que receberam, alegadamente, das entidades das estatais, mil milhões de reais em seis anos.

Relacionadas

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG