Irão versus EUA: que meios têm um e outro?

Porta-aviões USS Abraham Lincoln

Porta-aviões USS Abraham Lincoln

  |  EPA / CATI CLADERA

Donald Trump esteve para ordenar - mas não o fez - um ataque ao Irão depois de um drone norte-americano ter sido abatido pela força aérea iraniana.

Segundo disse o presidente norte-americano, em entrevista à NBC News, os aviões não estavam ainda no ar e, sensivelmente meia hora antes, decidiu não levar o ataque por diante por considerar que a resposta seria desproporcionada e que, segundo informações dos generais norte-americanos, morreriam 150 iranianos.

Este foi o último de vários episódios de uma espécie de batalha naval irano-americana em curso ao longo das últimas semanas. Em seguida, o presidente que retirou os EUA do acordo sobre o nuclear iraniano no ano passado solicitou, via Qatar, um diálogo com o Irão, avançou esta sexta-feira a agência noticiosa internacional Reuters.

Leia mais em Diário de Notícias

Relacionadas

Exclusivos