Xi e Abe concordam em contruir relações China-Japão de acordo com as necessidades de uma nova era

Shinzo Abe e Xi jinping no início das conversações entre os dois dirigentes em Osaka

O presidente chinês, Xi Jinping, e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, concordaram nesta quinta-feira que, como os dois países entraram numa nova era de desenvolvimento, são necessários esforços conjuntos para construir relações bilaterais que atendam às necessidades desta nova era.

Observando que o mundo de hoje atravessa mudanças profundas, com o sistema de governação global a sofrer profundas remodelações e o cenário internacional a evoluir a um ritmo cada vez mais rápido, Xi disse durante uma reunião bilateral com Abe, a anteceder a cimeira do Grupo dos Vinte (G20) que a China e o Japão compartilham interesses e preocupações convergentes.

Este ano marca o 70º aniversário da fundação da República Popular da China, e o Japão também entrou na Era de Reiwa, disse Xi, pedindo que os dois lados transformem as relações China-Japão num fator importante e positivo para manter a paz mundial e promover o desenvolvimento comum.

Confiança mútua

Os dois países, sublinhou Xi, devem respeitar sempre os princípios estabelecidos nos quatro documentos políticos entre a China e o Japão, implementar o consenso político de que os dois países são parceiros de cooperação e não ameaça um para o outro, reforçar a confiança mútua e promover as relações China-Japão no caminho construtivo da paz, amizade e cooperação.

No nível econômico, Xi pediu que os dois países aprofundem a cooperação numa ampla área, incluindo comércio, investimento, mercados de terceiros e inovação científica e tecnológica, criem novas áreas de crescimento para a cooperação e liderem ativamente a integração económica regional.

Pequim incentiva as empresas japonesas a expandirem ativamente a sua cooperação com a China e compartilharem novas oportunidades trazidas pelo desenvolvimento deste último país, afirmou Xi, observando que o desenvolvimento conjunto da Iniciativa da Nova Rota da Seda abriu um amplo espaço para cooperação mutuamente benéfica entre a China e o Japão e que a China saúda a participação ativa do Japão naquele projeto.

Diálogo diplomático

Nos intercâmbios interpessoais e culturais, o presidente chinês disse que os dois lados devem fortalecer seus laços assim como fortalecer os intercâmbios de jovens e promover a compreensão mútua e a amizade entre os dois povos.

Xi disse que concorda em lançar neste ano um mecanismo de consulta de alto nível sobre os intercâmbios interpessoais e culturais entre a China e o Japão. Ele pediu aos dois lados que trabalhem de forma construtiva as diferenças e disputas através de diálogo e consultas, reforcem o diálogo diplomático e de segurança e construam uma efetiva relação bilateral de segurança.

O presidente chinês expressou a esperança de que o lado japonês cumpra o consenso alcançado com a China até agora e honre os compromissos assumidos, lide adequadamente com a história e outras questões delicadas e salvaguarde conjuntamente a paz e a estabilidade no Mar da China Oriental.

Por sua parte, Abe disse que saúda calorosamente o presidente Xi na sua participação na cimeira do G20 em Osaka e agradece o apoio da China a este encontro, acrescentando que o Japão está disposto a fortalecer a cooperação com a China para impulsionar os resultados positivos que resultem da reunião.

Consenso e cooperação

O primeiro-ministro japonês assegurou que o seu país está disposto a respeitar o Tratado de Paz e Amizade Japão-China e outros importantes documentos políticos entre os dois países e a continuar a fazer esforços conjuntos com a China para construir relações bilaterais que satisfaçam as exigências desta nova era, e a garantir um desenvolvimento de longo prazo estável, em consonância com o consenso de transformar a concorrência em coordenação e de ambos os países serem parceiros de cooperação em vez de ameaças um ao outro.

O Japão está pronto para trabalhar com a China para lidar adequadamente com todas as questões delicadas e para administrar com eficácia as disputas e diferenças nas questões do Mar da China Oriental e outros temas, disse Abe.

Diante de vários problemas e desafios relacionados com a globalização, todos os países devem trabalhar em conjunto para enfrentá-los, afirmou Abe, observando que o Japão atribui importância ao papel relevante da China e espera fortalecer a comunicação e cooperação com este país para salvaguardar um sistema de comércio livre e justo e para assumir maior responsabilidade pela promoção da paz e estabilidade mundial.

Os dois líderes também trocaram opiniões sobre a situação da Península Coreana, além de outras questões.

Abe disse que o lado japonês aprecia muito a recente visita do presidente Xi à República Popular Democrática da Coreia e acredita que a visita teve um papel importante e construtivo na promoção da paz e estabilidade na península. Após a reunião bilateral, Abe organizou um banquete de boas-vindas para Xi.

O presidente chinês chegou na tarde desta quinta-feira a Osaka. Vai participar na cimeira do G20 na sexta e no sábado e, em paralelo a esta reunião, realizará uma série de reuniões multilaterais e bilaterais com líderes de outros países.

Relacionadas

Exclusivos