Venezuela sofre novas sanções dos EUA e expulsa embaixador alemão

O líder opositor Juan Guaidó chega ao aeroporto internacional Maiquetía, em seu retorno à Venezuela, em 4 de março de 2019

O governo da Venezuela ordenou nesta quarta-feira (6) a expulsão do embaixador alemão devido ao seu apoio ao líder opositor Juan Guaidó, sob forte pressão internacional encabeçada pelos Estados Unidos, que anunciou novas sanções para asfixiar o regime do presidente Nicolás Maduro.

O governo de Donald Trump revogou 77 vistos de venezuelanos próximos a Maduro e advertiu "às instituições financeiras estrangeiras que enfrentarão sanções" se facilitarem "transações ilegítimas que beneficiem" o governo venezuelano.

"Os Estados Unidos vão revogar 77 vistos, inclusive os de muitos funcionários do regime de Maduro e suas famílias. Continuaremos fazendo o regime de Maduro prestar contas até que a liberdade se restabeleça na Venezuela", disse nesta quarta o vice-presidente americano, Mike Pence.

Leia mais em ISTOÉ.

Relacionadas

Exclusivos