UE quer parceria comercial mais equilibrada com China

A Comissão Europeia, a Alemanha e a França querem uma parceria mais equilibrada entre a China e a Europa, baseada na "confiança" e "reciprocidade". Defenderam ainda durante um encontro com o presidente chinês, Xi Jinping, uma renovação do multilateralismo face a um afastamento dos Estados Unidos.

Os presidentes chinês e francês, Xi Jinping e Emmanuel Macron, anunciaram, no final de um encontro em que participaram também a chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker, que tencionam aprovar um "acordo global sobre investimentos" entre a União Europeia e o gigante asiático.

"Os dois países [França e China] defendem a realização rápida de um acordo global ambicioso sobre os investimentos entre a União Europeia e a China, incluindo acesso e proteção dos investimentos num espírito de benefícios mútuos e recíprocos", estipula o texto adotado por Xi e Macron.

A reunião entre Macron, Xi, Merkel e Juncker, a convite do Presidente francês, visava discutir questões ligadas ao comércio e ao clima numa altura que as relações entre Pequim e Washington se têm mostrado tensas.

Relacionadas

Exclusivos