Sérgio Moro e Ministério Público do Brasil negam irregularidades na Lava Jato

O juiz e agora ministro da Justiça, Sérgio Moro

A 'task-force' da Lava Jato afirmou, em comunicado, que as reportagens são fruto de uma publicação "tendenciosa e indica o intuito de atacar a operação".

Promotores e o ministro da Justiça e da Segurança Pública do Brasil, Sérgio Moro, negaram a existência de irregularidades após o portal Intercept revelar conversas privadas entre eles, que colocariam em causa a imparcialidade da operação Lava Jato.

O Intercept iniciou no passado domingo uma série de reportagens sobre a operação Lava Jato publicando textos com mensagens e conversas privadas entre promotores e juízes brasileiros na aplicação Telegram, denunciadas por uma fonte anónima, que apontariam para a falta de imparcialidade e provas de colaboração ilegal na maior operação contra a corrupção do Brasil.

Leia mais em Diário de Notícias

Relacionadas

Exclusivos