Ministra disse que 'mulher nasceu para ser mãe' e que ideologia de gênero 'é morte'; conheça

Damares Alves, indicada para o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos Damares Alves, indicada para o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos

Pastora Damares Alves vai chefiar pasta de Mulheres, Família e Direitos Humanos de Bolsonaro

A mulher "nasceu para ser mãe", seu "papel mais especial", e dizer que elas estão em guerra com os homens é uma lorota feminista.

É assim que a pastora evangélica Damares Alves, anunciada nesta quinta-feira (6) como ministra das Mulheres, Família e Direitos Humanos de Jair Bolsonaro (PSL), versa sobre o feminismo em entrevista gravada no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, para um site conservador do Rio Grande do Norte, o Expresso Nacional.

Leia mais em Folha de São Paulo

Relacionadas