Metade dos vereadores de Dallas rejeita visita de Bolsonaro

Jair Bolsonaro

Conselheiros municipais da cidade texana assinaram carta contra a visita do Presidente brasileiro. Criticam Bolsonaro nas suas posições em direitos LGBT, índios e negros

Na terça-feira, dia em que Bolsonaro partiu de Brasília para Dallas, nos Estados Unidos, metade dos 14 vereadores (conselheiros municipais nos EUA) da cidade texana assinou uma carta contra a visita do Presidente do Brasil, noticiou o jornal O Globo.

Os conselheiros municipais criticam as posições do Presidente brasileiro em temas como os direitos de grupos LGBT, índios e negros. As razões são semelhantes às que levaram o mayor de Nova Yorque, o democrata Bill de Blasio, a afirmar que Bolsonaro não seria bem recebido na maior cidade norte-americana.

Segundo o jornal brasileiro, a carta dos vereadores afirma que receber Bolsonaro em Dallas gera um "profundo desapontamento" com o World Affairs Council of Dallas, onde Bolsonaro receberá, na quinta-feira, homenagem da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, que o escolheu como "Personalidade do Ano". A cerimónia era para ter acontecido num jantar de gala em Nova Iorque mas depois de vários locais emblemáticos da 'Big Apple' terem recusado receber o evento e de o mayor ter feito afirmações contra o Presidente brasileiro, Bolsonaro cancelou a sua participação.

Relacionadas

Exclusivos