Governo e oposição chegam à ilha dos Barbados para retomar negociações

Representantes do Governo venezuelano e da oposição chegaram, na segunda-feira, à ilha dos Barbados, no mar do Caribe, para retomar as negociações para tentar pôr fim à crise política que afeta o país.

Na segunda-feira de manhã, "a delegação da Venezuela chegou à ilha dos Barbados para continuar o diálogo de paz", sob a proteção da Noruega, disse o Governo venezuelano, em comunicado, citado pela agência de notícias francesa AFP. A delegação da oposição também chegou ao local, confirmaram à AFP fontes da oposição.

Desde maio, esta é a terceira ronda de diálogo entre os delegados da oposição e do Governo venezuelano, já que as duas primeiras reuniões, realizadas em Oslo, na Noruega, não produziram resultados práticos.

O número dois do Governo venezuelano, Diosdado Cabello, confirmou que a delegação para a terceira sessão de diálogo é a mesma que esteve em Oslo, liderada pelo ministro da Comunicação, Jorge Rodriguez, e pelo ministro das Relações Exteriores, Jorge Arreaza.

A oposição também enviou "exatamente" a mesma delegação que reuniu em Oslo.

No domingo, o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, anunciou o retomar do diálogo entre a oposição e o Governo de Nicolás Maduro, numa reunião nos Barbados.

A reunião nos Barbados com "representantes do regime usurpador" deverá servir para "estabelecer uma negociação para uma saída da ditadura", declarou em comunicado Guaidó, autoproclamado presidente interino da Venezuela e como tal reconhecido por meia centena de países, incluindo Portugal.

As novas conversações visam três objetivos: a saída de Nicolás Maduro da Presidência, que ocupa desde 2013, um "Governo de transição" e "eleições livres com observadores internacionais".

Nicolás Maduro tem afirmado que o diálogo continua com a oposição em prol da "paz na Venezuela".

Por outro lado, este fim de semana chegou à capital venezuelana o assessor especial da União Europeia para a crise na Venezuela, Enrique Iglesis, que se reuniu esta segunda-feira com Juan Guaidó.

Marco Aurelio Quiñones, deputado do partido de Guaidó Vontade Popular, admitiu que o líder opositor "manteve uma conversa privada" com o representante europeu.

Foram divulgadas imagens de uma "reunião de trabalho" entre Iglesias e a vice-presidente do Governo de Nicolás Maduro, Delcy Rodrigues, que também decorreu esta segunda-feira.

A conta oficial da vice-presidência venezuelana, nas redes sociais, informa que o encontro decorreu com o objetivo de "alinhar a diplomacia bolivariana de paz com organismos internacionais", assim como "continuar com o processo de diálogo nacional".

Guaidó, que conta com o apoio da administração do Presidente norte-americano, Donald Trump, tenta desde janeiro tirar Nicolás Maduro da Presidência venezuelana, considerando-o um "ditador e usurpador" do poder devido a uma eleição "fraudulenta", em 2018.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Relacionadas

Exclusivos