EUA pretendem reforçar cooperação com Angola

Ramos das Forças Armadas podem ser principais beneficiados

Os Estados Unidos da América (EUA) pretendem reforçar a cooperação com Angola no domínio do ensino militar, além de outras áreas de interesse bilateral, afirmou na segunda-feira, no Lobito, o chefe da Cooperação Militar da Embaixada norte-americana em Luanda, major Lucke Fabiunke.

O diplomata militar americano, que falava durante uma visita à Academia Militar do Exército, disse que a cooperação entre os dois países no ensino militar pode ser desenvolvida para a troca de experiência nos ramos de ensino das Forças Armadas Angolanas (FAA).

"Estamos abertos para cooperar e realizar intercâmbio entre o corpo docente e cadetes da Academia Militar do Exército com o meu país. Sei que estão aqui cadetes nesta sala. Devo dizer que instrução militar é uma óptima oportunidade para quem abraça os serviços militares. Então, devem esforçar-se durante a formação", disse.

Leia mais Jornal de Angola.

Relacionadas

Exclusivos